Enter your keyword

Laserterapia

A terapia de laser de baixa intensidade consiste na utilização da luz com fins terapêuticos. Seu objetivo é irradiar e ativar estruturas celulares, resultando em reações bioquímicas que favorecem o metabolismo celular.

A palavra LASER vem do inglês, Light Amplification by Stimulated Emission Radiation (Amplificação da Luz por Emissão Estimulada de Radiação). O laser terapêutico ou laser de baixa intensidade é uma luz monocromática (luz vermelha – 632 a 660 nm ou infravermelha – 780 nm a 830 nm), que em contato com o tecido biológico ocasiona o efeito de fotobiomodulação, permitindo atuar sobre o processo inflamatório, cicatricial, álgico e imunológico.

Os efeitos do laser de baixa intensidade ocorrem em três níveis: (i) Nível molecular, onde tem atuação bioquímica, bioelétrica e bioenergética; (ii) Nível celular, onde são desencadeados os estímulos à microcirculação, e (iii) Nível sistêmico, onde temos os efeitos analgésicos, anti-inflamatório, anti-edematoso e imunológico.

O LED (Light Emitting Diode) é um diodo emissor de luz que tem a propriedade de transformar energia elétrica em luz. Esse tipo de emissor de luz apresenta comprimento de onda que varia do azul (405 nm) ao infravermelho (940 nm) e funciona como um fotobioestimulador, causando a modulação da função celular. A terapia fotodinâmica com o LED produz os mesmos efeitos de fotobiomodulação que o laser de baixa intensidade, principalmente com relação à reparação tecidual, com o beneficio de abranger áreas maiores do corpo ao mesmo tempo.

Terapia Fotodinâmica – PDT: apresenta ação na erradicação de bactérias, fungos, parasitas e vírus de feridas. Geralmente é um tratamento complementar e consiste no uso de um fotossensibilizador (corante) que, ativado pela luz do laser de baixa intensidade, gera a formação de espécies reativas de oxigênio (ROS – Reactive Oxigen Species), ou seja, produtos citotóxicos que resultarão no efeito terapêutico desejado, provocando a morte de micro-organismos por dano oxidativo.

Indicações para laserterapia

  • Fissura mamária
  • Candidíase mamária
  • Laceração perineal
  • Cicatriz de episiotomia
  • Cicatriz de cesariana
  • Assaduras
  • Fissuras vaginais e anais
  • Pontos dolorosos no períneo
  • Radiodermites
  • Feridas pós-operatória
  • Deiscência
  • Queimaduras
  • Analgesia
  • Aumento da imunidade local e sistêmica