Enter your keyword

Quando visitar um recém nascido?

Quando visitar um recém nascido?

Olá pessoal!
Tenho feito alguns atendimentos para ajudar as mamães no pós-parto, e tem uma coisa que vem me chamado a atenção, ao mesmo tempo que me levou a fazer algumas reflexões, do que eu ouço, sinto e vejo, sobre as VISITAS A UM RECÉM-NASCIDO… fazer ou não fazer? Quando e onde?

Após a chegada de um bebê, é um momento extremamente delicado e caótico para toda a família, principalmente para a mãe! Um bebê acabou de nascer, uma mulher acabou de se tornar mãe, um homem acabou de se tornar pai e uma família acabou de nascer! É tudo muito novo, ninguém ainda se conhece nestes papéis de mãe, de pai e de bebê! Independente do tipo de parto que esta mulher teve, ela se encontra completamente virada do avesso, mergulhada em uma avalanche emocional!
Não existe nenhuma pressa além dos pais em conhecer esta criança, todas as demais pessoas podem esperar… sim, é bonito esperar!
Se este parto foi na maternidade e você não é da família, mesmo que seja um amigo muito próximo, não vá assim de imediato, respeite este momento familiar! Se este parto foi em casa, também não vá, não há necessidade alguma! Eles não tem condições emocionais para te receber como gostariam!

Não seja você esta pessoa chata, não seja…

Sugestão do dia: Deixe para visitar um recém-nascido após os seus primeiros 30 dias de vida! Dê um tempo para eles se conhecerem, criar vínculos, estabelecer uma pequena rotina, vencer os primeiros desafios com a amamentação… é muita dor, noites em claro, fome, sono, leite para tudo quanto é lado, uma mãe que nem lembra do seu nome, mas é reconhecida facilmente por um belo par de seios! Não apareça sem avisar, a não ser que a família te convide! E quando for, seja breve, faça uma visita rápida, leve algo para comer, se ofereça para lavar a louça, limpar o banheiro, ou fazer uma comida para eles. Se eles precisarem de ajuda, eles vão chamar, do contrário espere… tenha compaixão por aqueles que vivem o momento de maior vulnerabilidade da vida!

Não seja você esta pessoa chata, não seja… Afinal:

Respeitar o tempo e o espaço do outro é uma linda atitude de amor!

Como foi para vocês este momento? Como se sentiram?
Compartilhe a sua experiência pessoal conosco enviando-nos uma mensagem
para que possamos aprender e crescer juntos!

Educadora física por formação e doula por missão! Atua como educadora perinatal, doula de parto, pós-parto e arte gestacional. É profissional de Inteligência Emocional, formada pelo Instituto Internacional Bioflow®.